quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Palavras estrangeiras utilizadas no Brasil


Recebi um texto interessante sobre o uso de palavras estrangeiras no jornalismo. Repasso:
“DE FATO” OU “DE FACTO”  
Ultimamente, a expressão “de facto” tem aparecido com frequência na mídia impressa, particularmente nas notícias sobre o golpe de estado em Honduras (28/06/2009): “governo de facto”; “líder de facto”. Muitos leitores imaginaram que os jornais brasileiros estavam utilizando grafia de Portugal ou estavam adotando nova regra do Acordo Ortográfico.
Nenhuma das alternativas está correta. Na verdade, “de facto” é uma expressão em Latim, e não em Português, e significa “na prática”. Seu antônimo é “de jure” que significa “pela lei”, “pelo direito”, “na teoria”.  No caso de Honduras, o governo “de facto” é o dos golpistas e o “de jure”, o do presidente eleito deposto. Veja o exemplo: 
Terça-Feira, 07 de Julho de 2009, 09h05.
EUA se recusam a receber governo de facto hondurenho
Disponível em: http://br.noticias.yahoo.com/s/07072009/25/mundo-eua-se-recusam-receber-governo.html
Acesso em 19 jul. 2009.
Quando o presidente eleito de uma nação viaja, seu vice assume. O político que viajou passa a ser presidente “de jure” e o vice em exercício passa a ser o presidente “de facto”. Quando o presidente retorna reassumindo suas funções, ele é, ao mesmo tempo, “de jure” e “de facto”.
O título do seguinte livro dá indicações de que a autora pretende salientar não só o exercício legal do político Aecio Neves, mas a sua prática como homem público. Ou seja, ele teria os requisitos de direito e de fato para atuar politicamente. 
Aecio Neves, de fato e de jure, de Ana Vasco.
Mais um exemplo da oposição entre “aquele que exerce funções na prática” e “aquele que exerce funções porque foi eleito”. 
Quarta-Feira, 08 de Julho de 2009 | Versão Impressa
ZELAYA E LÍDER DE FACTO REÚNEM-SE AMANHÃ SOB MEDIAÇÃO DA COSTA RICA
Após encontro com Hillary, presidente deposto de Honduras aceita costa-riquenho Oscar Arias como mediador
Patrícia Campos Mello, WASHINGTON
O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, e o governante de facto, Roberto Micheletti, concordaram em se reunir amanhã na casa de Oscar Arias, presidente da Costa Rica. Arias, que recebeu o prêmio Nobel da Paz em 1987 por liderar o acordo de paz que pôs fim à guerra civil em El Salvador e Nicarágua, será o mediador da crise em Honduras.
(…)
A norma culta da Língua Portuguesa permite, além do uso das expressões em Português, o uso de expressões de outras línguas. A expressão latina de facto tem sua correspondente em Português: de fato. As duas formas estão corretas, mas, quando queremos salientar o caráter jurídico do caso, utilizamos a expressão em Latim.
Palavras estrangeiras deveriam vir em itálico; de fato e de jure. Ou entre aspas “de fato” e “de jure”. Mas, o que tem ocorrido na mídia impressa brasileira é a simplificação dessa norma. “De facto” está sendo utilizado sem nenhuma indicação de que é palavra estrangeira, o que pode causar ambiguidade de sentido.
            O Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP – 5. ed.) traz uma “Relação de palavras estrangeiras” utilizadas no Brasil. Veja alguns exemplos. 
Em língua estrangeira
Significado em Português
avant-premiére(francês)pré-estreia: apresentação de um espetáculo para público especial anterior à apresentação pública
backup (inglês)becape: cópia de segurança de um arquivo.
closet (inglês)pequeno aposento sem janela onde se guardam roupas ou outro material
doping (inglês)utilização ilegal de substâncias químicas (por atletas o em animais)
e-mail (inglês)correio eletrônico
feedback (inglês)realimentação: estímulo que provoca outro estímulo, em um processo
ghost-writer (inglês)pessoa que escreve um livro encomendado por outro, que assume a autoria.
habitat (latim)lugar ou meio habitado por uma espécie animal ou vegetal
impeachment (inglês)impedimento: ato em que se destitui quem pratica crime de responsabilidade
jingle (inglês)mensagem musical curta utilizada em propaganda
know-how (inglês)conhecimento ou habilidade necessários para resolver problemas de determinada área
log in (inglês)processo de conexão mediante o uso de senha
marketing (inglês)conjunto de técnicas de comercialização de produtos
nécessaire (francês)bolsa pequena para utensílios cosméticos ou de higiene
ombudsman (sueco)funcionário que faz a comunicação entre a empresa e o consumidor
playback (inglês)gravação prévia de uma canção que simula a atuação de um cantor
quorum (latim)número necessário de participantes para que uma Assembleia tome decisões
réveillon (francês)véspera de Ano Novo; passagem do ano
sashimi (japonês)tira fina de peixe cru servida com molho de soja e condimentos
ticket (inglês)tíquete: cupom, bilhete, passagem
upload (inglês)envio de arquivo de um microcomputador para um computador remoto
videogame (inglês)vídeo exibido em tela em que se pode participar por controle de teclado ou joystick
workshop (inglês)oficina prática de trabalho para ensino e aprendizagem de novas técnicas
yakisoba (joponês)comida japonesa elaborada com macarrão e legumes
zoom (inglês)conjunto de técnicas (ou lentes) para aproximar ou afastar imagens
Autoria: Rosana Morais Weg - Professora Universitária e sócia da DSignos, Soluções e Desenvolvimento em Linguagens

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário